Carta #5 – “Courage dear heart” – você sabe em qual livro está essa frase?

São José dos Campos, 15 de julho de 2021.

Queridos amigos leitores,

Nesse momento, enquanto escrevo para vocês, uma família de amigos está viajando rumo a uma grande mudança em suas vidas. Hoje tenho pensado na viagem deles e em tudo o que ela implica – incluindo a coragem necessária quando a vida nos impõe mudanças drásticas. Nós estamos passando por mudanças drásticas aqui também (que vou deixar para contar amanhã em outro e-mail), e tenho pensado nessa questão da coragem.

Eu não sei se existe um “gene da coragem”. Algo que faça com que algumas pessoas já venham ao mundo com uma dose extra de ousadia. Mas eu sei que aprender a ter coragem é possível – e altamente necessário nessa vida.

Mas a coragem a que me refiro aqui não é simplesmente audácia ou destemor.

Porque se você pensar bem, de que adiantaria ter apenas coragem? Ser uma pessoa que nada teme é ser, na verdade, um perigo para si mesmo e para os outros. É por isso que chamamos de “temerário” o comportamento de alguém que age de modo arriscado. Viver como se nada houvesse a temer é, no mínimo, ser imprudente.

Não, não é essa a coragem que creio que as crianças precisam ver em nós. Eu creio que eles precisam ver uma coragem que se traduz em força – aquela que nós encontramos para enfrentar os dias difíceis e as noites escuras.

Na próxima semana nós começaremos o livro “Viagem do Peregrino da Alvorada” com as crianças da Academia Kids e eu estou ansiosa para conversar com as crianças sobre aquela famosa frase “Courage, dear heart”. (Você acertou qual era o livro?)

Eu amo essa cena do livro porque imagino, em meio à escuridão e pavor, aquela luz dourada trazendo paz enquanto ecoam, lá no coração, as palavras “Coragem, querida”.

Não sei você, mas eu já passei por muitas situações assim. Situações de medo, de angústia diante da escuridão que não me permitia ver qualquer saída, ou de desânimo quando tudo parecia perdido. Mas nesses momentos eu sempre soube que aquela mesma Voz me dizia para ter coragem, porque Ele estava ali.

Disse para vocês que amanhã vou enviar um e-mail contando uma mudança drástica que teremos aqui, mas queria dizer que às vezes essas fases difíceis da vida também nos permitem enxergar o que antes não víamos, e encontrar coragem para novos caminhos.

Pois essa semana essa coragem me levou a gravar meu primeiro vídeo em inglês. Para desafiar a mim mesma e para marcar um novo começo de retomar a coragem de fazer algo difícil – e enfrentar a vergonha de saber que estou falando errado.

(Se vocês quiserem eu mando depois o link do vídeo porque coloquei em um canal diferente no Youtube, rs).

Mas o que queria, nessa carta de hoje, é inspirar você a buscar coragem para iniciar um novo dia, um novo desafio ou um novo tempo. A coragem que, mesclada à Prudência, nos faz levantar os olhos e caminhar com confiança mesmo quando não vemos nada promissor à frente.

Nessas horas eu sempre me lembro daquela música do Stenio Marcius que eu ouvia enquanto passava por tempos difíceis:

Quando o leste, enfim, abrir as cortinas
Da manhã que vem
Quando o sol secar com lenços dourados

Todo o pranto meu
É que nasceu um novo dia
São tantas misericórdias
Que se renovam com a luz que chegou
Minha alegria virá
A galope no amanhecer.

A alegria virá. Coragem, amigos.

Com carinho,

Katarine

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s