Quais são as edições indicadas para usar com o material do Programa?

Sabemos que as histórias clássicas são escritas, reescritas e traduzidas de muitas formas, em muitas línguas e por muitas pessoas diferentes. Isso faz com que uma mesma história possua muitas versões diferentes. Além da tradução, o trabalho de edição e revisão pode alterar muito um texto.

Embora existam muitas versões, o que valorizamos principalmente é que seja uma obra original, SEM ADAPTAÇÕES. Isso porque as adaptações quase sempre cortam grande parte da história, além de simplificar o texto de modo que a maior riqueza é quase sempre perdida.

Dentre as versões originais dos livros que usamos no Programa Valores e Virtudes, essas são algumas edições cujo texto nós gostamos e usamos ao preparar o material:

Para trabalhar com o livro Pinóquio, na primeira versão usamos o livro da L&PM Pocket. Como está esgotada, nessa nova versão usamos a edição da Companhia das Letras, que tem um texto simples, porém bem escrito.

Para quem quer um texto ainda melhor, a boa notícia é que a tradução de Ivo Barroso, que antes estava esgotada na edição da Cosac, agora voltou em uma edição publicada pelo SESI. É um texto muito bonito e numa linguagem mais sofisticada.

Para trabalhar com o livro “O mágico de Oz”, de L. Frank Baum, usamos a edição da Zahar, que possui também uma edição de luxo com comentários e notas adicionais. Nós usamos a edição de bolso que já é também capa dura e possui também a versão em Kindle.

Para trabalhar com o livro “Heidi, a menina dos Alpes”, de Johanna Spyry, nós usamos a edição da Editora Autêntica que, assim como na obra original, divide a história em dois volumes (o material abrange a história completa, ou seja, os dois livros). Essa edição tem ilustrações de Jessie Wilcox Smith e também está disponível na versão Kindle.

[Edição 2021: A Editora Autêntica lançou agora o volume único do livro Heidi. É o mesmo texto, mas as duas partes da história vêm em um livro só.

Heidi – Volume Único – Editora Autêntica – Link da Amazon

Para trabalhar com o livro “Rei Arthur e os cavaleiros da Távola Redonda”, indicamos a edição da Zahar, que tem um texto muito bom, além das ilustrações. Sobre esse livro é importante notar que existem vários autores diferentes, por se tratar de uma lenda, e cada um escreveu a história a seu modo. A nossa indicação, pensando nas crianças, é usar o texto de Howard Pyle, que apresenta uma versão muito bonita da história e própria para as crianças.

Como funciona o Programa Valores e Virtudes?